Os 13 porquês - Série Original Netflix



Antes de começar o post, é meu dever informar que essa série tem temas que podem causar gatilhos ou ser prejudicial a saúde mental de algumas pessoas que sobrem com distúrbios psicológicos. A série e ou a resenha podem causando crises de pânico, crises de ansiedade e crises depressiva. Os temas abordados na série são sobre suicídio, bullying escolar, violência, assédio e estupro. A resenha não aborda o tema se estupro, apenas o de assédio.  


Sinopse:

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker, uma colega de classe e antiga paquera, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay está nas fitas. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

Filmagem e obra: 

Um ponto super forte sobre a série é a filmagem, conseguiu ser diferente de tudo que eu já vi, todas as partes de encaixam perfeitamente. As transições entre o passado e o presente são maravilhosas e isso me prendeu muito enquanto assistia. 

Em 2009 foi lançado o livro, com o mesmo titulo pelo autor Jay Asher.  Em 2015 Selana Gomez gostou tanto da obra de Jay Asher que acaba comprando os direitos autorais para reproduzir a obra em uma série. Em parceria com a Netflix a série ganhou sua estreia em 31 de março de 2017.


Hannah é uma adolescente como outra qualquer, acabou de mudar de cidade e começa a estudar em uma nova escola. Hannah Baker teve seus 13 motivos, e isso não faz dela fraca, covarde ou corajosa por ter aguentado. Nem todo mundo sai vivo do ensino médio e na maioria dos casos isso poderia ser evitado.  

Tudo começa com boatos e o impacto que eles tem sobre a vida de alguém, tudo muda depois de fofocas mentirosas sendo espalhadas.  A rotina da pessoa muda, as pessoas param de falar com ela, todos fazem piadinhas cada vez piores. E isso é a mais pura realidade.


Os personagens foram bem construídos, tudo foi feito para que eles abandonasse na personagem principal em todos os pontos. Seus amigos passam a se afastar, inventam mentiras e a agridem fisicamente e psicologicamente, seus inimigos ganham mais forças para os ataques a medicada em que cada motivo aparece no decorrer das cenas. 

Durante a série os pais de Hannah aparecem bastante tentando entender o que realmente aconteceu. A mãe se preocupa muito e tentar entender o que levou a filha a fazer isso, ela quer saber quem era sua filha na realidade. O pai se mantém distante, fica com uma postura de que mesmo sendo difícil o que aconteceu, ele já aceitou o fato da filha ter ido embora. Mas não é nada sobre eles, não é sobre família, ou ter ou não bons pais. Os 13 porquês é sobre bullying escolar, ensino médio e impactos negativos.


Jessica e Alex são os primeiros amigos na nova escola, eles também são novos aluno. Nos primeiros momentos parece que vai ser aquela amizade longa e duradoura que vai através o ensino médio e vai até a vida adulta. Quase todos os dias eles vão à um café que começam a chamar de escritório e ficam horas conversando e rindo. Mas os dois fazem partes dos motivos. Jessica acaba a amizade. Alex faz uma terrível lista. Jessica e Alex começam a namorar e esquecem completamente de Hannah.


Justin e Hannah vivem algo juntos, algo rápido e que deu origem a todo resto e a todos os outros motivos. Para Hannah esse algo é bom, afinal seu primeiro beijo foi com ele. Mas para Justin, ela infelizmente é só mais uma garota que ele expõe da pior maneira possível para toda a comunidade escolar. Justin é aquele cara que tem em todas as série e filmes americanos, o jogador, o cara mais lindo do âmbito escolar, o super popular que obviamente é cercado pelos seus grandes amigos babacas que pratica bullying com todos que não são populares. Os amigos dele e ele são o tipo que inventam as piores mentiras sobre as garotas e fazem exposições horríveis. Bem comum de encontrar um grupo assim e qualquer escola, não é mesmo?  



E tem o Clay que antes do ocorrido com a Hannah, ele era mais um especulador de sua vida, mas era de uma forma diferente, talvez ele tenha dado esperanças para que Hannah achasse que alguém a amasse verdadeiramente. Após o acontecimento ele fica abalado, pensa que a ama, vê ela em todos os lugares, sonho com ela o tempo todo, fica vivendo de lembranças vividas e imaginadas, se sente culpado por não ter falado dos seus sentimentos enquanto ela era vida. Na realidade Clay é um personagem neutro e necessário para que a série e as cenas aconteçam, mas depois ele se sobrepõe a Hannah e vira personagem principal de uma maneira grotesca, os sentimentos dele são mais importantes do que os de Hannah, a vontade dele de vingança tomam foco e isso causa coisas ruins.  



Os 13 Porquês não é uma série sobre achismo, curiosidades, talvez ou e se. Os 13 porquês é uma série sobre como cada coisa tem um poder de impacto diferente, bullying e sentimentos. E principalmente: É uma série sobre realidade.

O que eu gosto na série como tudo é tratado como real, algo sério, não é uma série enrolada e cheio de mistérios, é direta ao ponto em tudo e mostra realmente o que acontece, como acontece, e os efeitos causados após os acontecimentos. Tudo o que está na série acontece todos os dias e o incrível é que ninguém está disposto a mudar essa realidade. Não é mais uma série sobre pessoas babacas que acham o que é transtornos psicológicos, ou aqueles psicólogos de Facebook, ou as famosas pessoas que adoram postar a frase "quem quer se matar, se mata" em redes sociais. Sério mesmo que alguém concorda com essa frase? Me recuso a acreditar que as pessoas se fazem de burras a esse ponto.  

Importante: Antes de recomendar a série ou a resenha para alguém, avise do que se trata, lembre-se dos impactos que isso pode causar nas pessoas. Não seja o porquê de alguém.

Vanessa Medeiros

8 comentários:

  1. todo cuidado é pouco, nós nunca sabemos o impacto q podemos causar na vida das pessoas. q esta série ajude a nossa população a nao ser um pq

    ResponderExcluir
  2. Uaaaau !
    Amei sua resenha! Já tinha lido em outros blogs, mas achei a sua muito boa mesmo !
    Eu tô doida pra ver essa série .. acho que vou começar !

    ResponderExcluir
  3. Estou querendo muito ver esta serie também, ainda não sei por que não comecei assistir (Ops Tempo rs), gostei demais da sua maneira de abordar o tema. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu comecei essa série ontem e confesso que ainda não sei se amei ou fiquei mal com ela. Sei lá, nunca tinha parado para ver uma série do tipo, com esse tema. É tão real, triste, eu não consigo explicar. Sua resenha realmente ficou muito boa. De agora em diante, sempre que penso em fazer piadas com meus amigos, penso: "Não seja o porquê de alguém." Pretendo acabá-la logo e tirar minhas conclusões exatas.

    Um beijo,
    eililian.blogspot.com ♥

    ResponderExcluir
  5. Que resenha maravilhosa <3 Eu estou vendo o pessoal comentando muito sobre ela ,não conseguir assistir ainda ,mas assim que eu tiver uma oportunidade não deixarei passar .
    Você escreve muito bem ,beijos!

    ResponderExcluir
  6. Essa série é maravilhosa! É pesada pra caramba, mas é muito necessária pra gente abrir os olhos de uma vez por todas. Amei a resenha!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
  7. Eu ainda não criei coragem pra ver, pois sei que vai mexer muito com o meu psicológico. Eu sofri bullying o tempo todo do colégio, desde que me lembro e não gosto nem de lembrar dos meus colegas de classe, inclusive acho que todos eles deveriam assistir. Fico feliz em ver que hoje as coisas estão mudando e o mundo está abrindo os olhos para um assunto tão sério como esse.
    Adorei a sua resenha!
    Beijos,
    http://www.nomundodaluablog.com/

    ResponderExcluir
  8. Foi a única série que assisti até agora, rsrs. Suuper amei, pq gosto de filmes de suspense.

    ResponderExcluir

Main Menu Bar