Minha relação com a carne e o começo do vegetarianismo



Esse não é um post para te convencer a parar de comer carne, leve apenas como uma reflexão de que comer as coisas conscientes é muito melhor. Esse é apenas um post sobre a minha relação com a carne aos longos dos anos e como deixei de consumir. 

Minha relação com a carne:

Desde sempre nunca fui muito fã de carne, por sempre comer consciente de que aquilo que estava no meu prato era um animal morto, e que o mesmo sofreu muito para estar lá. Nunca entendi a forma como as pessoas viam a carne e ficava felizes por comer. Ter a felicidade resumida em algo morto é tão cruel. 

Sempre evitava a carne vermelha ao máximo, sempre dei preferencia ao peixe ou frango. Nunca fui a fã número um dos vegetais, mas chegou ao ponto de ter que escolher o que seria, pois infelizmente ainda não da para viver só de água e luz solar.

Lembro de ter visto um post no Facebook sobre como as vacas eram tratas para darem leite, sempre soube que era ruim, mas na real era bem pior do que tinha conseguido imaginar. Desde o começo desse ano (2017) não consumi mais leite de vaca de forma direta, apenas nos alimentos, mas quero muito não fazer mais esse tipo de consumo. 

Depois de ter cortado o leite, alguns meses se passaram e veio o escândalo da Carne Fraca, aquilo foi o meu limite. Realmente não dava mais para continuar comendo algo assim, tudo bem que desmentiram tudo, mas quem é que sabe como realmente funcionam as coisas, né? 

Cortei a carne totalmente da minha vida do dia para noite e hoje (19), faz exatamente dois meses que não consumo mais carne. Esse processo todo melhorou a minha vida de uma maneira que não imaginava. Me sinto muito mais feliz nesse novo momento. 

O que mudou na minha vida:

Acredito que a maioria das pessoas que tem um real interesse de não consumir mais carne, não fazem isso por não ser algo tão pratico ou acreditam nos mitos de que carne é necessário. 

Sabia que assim que parece de consumir todos os tipos de carnes, teria que cozinhar a minha própria comida e evitar de ir em alguns lugares e tipos de eventos. Por um tempo isso foi uma desculpa para adiar. 

Depois que parei de comer carne, aprendi muitas coisas sobre alimentação, assistia alguns documentários e a melhor parte é que descobri receitas incríveis! Encontrei na cozinha um prazer que não via antes, tudo bem que nem tudo sai cem por cento bom, mas vale a experiencia de tentar receitas e sabores novos.

Me sinto mais feliz hoje, acredito que a dor e sofrimento do animal durante a sua vida e na hora do abatedouro, ficam na carne e que quando consumimos, absorvemos isso. 

O que foi difícil de mudar?

A culinária japonesa é a minha preferida e o meu prato favorito é o temaki, ainda não encontrei algo que possa substituir o temaki. Por sorte, a maioria dos pratos que eu gosto não levam a carne como ingrediente principal. 

Os frios são foram algo que levou mais tempo para que deixasse de consumir, mas aos poucos tudo deu certo. Depois de umas semanas, provei o presunto novamente e não senti nada, realmente deixei de gostar. É tipo uma paixão antiga quando você vê na rua e não sente mais nada. Tudo é questão de hábito.

Como ser vegetariana fora de casa:

Uma hora, o queijo e a batata frita enjoam, e o que fazer nessa hora? Ainda está sendo um pouco complicado de achar lugares com opções vegetarianas ou veganas, são raras as casas que tem opções. Geralmente só as hamburguerias tem opção vegana, mas também chega um pouco que o hambúrguer enjoa.

Pedir hot dog sem salsicha não é ruim e vai por mim: Ninguém vai rir da sua cara se você fizer isso! Alguns bares tem opções de porções e geralmente eles fazem adaptações e deixam o cliente montar do jeito que preferir. 

Em breve espero trazer soluções e indicações de lugares para compartilhar aqui no blog, sei o quanto é difícil se alimentar bem fota de casa. 


Você tem interesse em deixar de comer carne? Se você não consome, me conte nos comentários como foi a sua história, vou adorar saber! 

Vanessa Medeiros

Um comentário:

  1. Eu fico muito feliz quando leio
    Posts assim, que me deixa esclarecer
    Um monte de coisa. Posso dizer que
    Estou em transição, mas é tão difícil adaptar sabe, principalmente
    Por meu marido não respeitar essa decisão.

    ResponderExcluir

Main Menu Bar